só sei que foi assim


Outro dia[sexta-feira pra ser mais precisa], saí com uns amigos. Fomos num buteco onde somos assíduos, cujo dono bebe mais que os clientes. O buteco tem até cara de buteco chic, mas só é frequentado por músicos, pinguços, porra loucas, BBBs[Biscate de Buteco Barato],e individuos de alta periculosidade. Nós sempre nos reunimos no buteco do seu Diego pra falar das futilidades do mundo moderno. E pra não perder o hábito, claro, sempre falamos de música, de ídolos mortos, vivos e bandas que já não existem mais - esse assunto definitivamente não pode faltar. Costumamos conversar também sobre homens, mulheres, sexo ruim, sexo bom, balas perdidas, índice de desemprego, sobre a taca do mengão no são paulo, e tudo que há de útil, inútil e divertido. Mas dessa vez foi diferente, pois um amigo meu cometeu o grave erro de convidar um amigo do trabalho[que ninguém gosta porque é um eco-chato-nerd], pra tomar umas com a gente. Sabe aquele tipo que começa a conversa com a célebre expressão 'a nível de' e toda hora tenta falar sobre algo pseudo-inteligente? Pois é. Daí vocês podem imaginar, eu ter que engolir um individuo zé ruela desse a noite toda. Pois é, foi exatamente isso que aconteceu na minha agradável noite de sexta-feira. Pra aguentar tamanha babaquice só injetando álcool direto na veia e fumando 3 cigarros de uma vez só. Mas como fui criada por humanos civilizados e não animais irracionais, eu agi com a delicadeza de uma dama, e interagi com o eco-nerd-chato em questão. Por vezes, eu era acometida por uma ojeriza incontrolável à tudo que ele dizia. Eu ia ao banheiro quase toda vez que ele se pronuciava, embora meu sonho fosse dar uma voadora nele. Minha vontade era de aniquilar aquele mela-cueca na hora que ele começava a falar sobre qualquer assunto usando expressões de pseudo-intelectualóides-de-óculos-tartaruga-que-tem-vontade-de-dar-o-cu-e-não-tem-quem-coma. Todo o tempo o ureia seca fazia questão de iniciar discursões polêmicas sobre a Santa Trindade da Intelectualidade: Religião, Política e Questões Morais, sempre usando jargões acadêmicos. E enquanto ele falava eu gritava mentalmente a plenos pulmões: vaitomanoteucu porra! aqui não é banca examinadora de monografia não cacete!

Enfim, nunca desejei tanto ter uma bazooka escondida no carro. Mas como quem não tem cão, caça com gato, eu assoprei fumaça na cara dele até ele ter um ataque de nervos, ou até ele começar uma campanha anti-fumo. Sinceramente, o que um cagão desse faz num bar?
Gente, eu não sou nerd, nem junk, nem underground, nem cool, eu sou apenas uma cervejeira, que gosta de sentar num buteco, tomar uma cerveja naquele preço, ouvir meu bom e velho rock and roll, e beber até cair nas calçadas imundas junto com meus amigos cheios de dívidas iguais a mim. O que a gente quer é esquecer os 'póbrema do mundo' e falar trivialidades. Mal sabem os não-bebedores do poder terapêutico de um copo de cerveja, num buteco conhecido, rodeada de amigos chegados. De preferência sem nenhum intruso com cara-de-cú-com-hemorróidas pra atrapalhar as risadas felizes com pseudo-intelectualismo. Filosofia meu pôvo, numa mesa de bar, só se for de buteco.








Pôvo amado, tô certa ou tô errada? Ou o problema é comigo?!?











Beijone, L.

28 cafézinhos:

Mário Garcia disse...

hehehehehe.

Acabei de voltar da minha noite de sábado. E foi mais ou menos parecida, odeio pessoas que de acham, hoje teve uma garota assim na mesa, e pior que foi a que eu estava ficando. Pessoas que se acham me deixam extremamente ... digamos sem vontade ... voltei para casa só ... não vale nem o sexo ... Fazer tipo não rola ..

Enfim noite perdida.

Pelo menos bebi bastante ... rs

Beijos

Dina Lino disse...

Puts!
Não sei como tu ainda aguentou!
Eu teria discutido com esse peseudo-intelectual na mesma hora.
Imagina você que eu tenho que conviver com um desses todos os dias em sala de aula...
Ninguém merece!

No mais, adorei teu blog!
Do estilo que eu gosto!
=)
Beijos viciantes pra você também!
hehe
;*

The Blues Is Alright disse...

O péor, amegan, não é ser nerd. O pobrêma é querer sê-lo sem selo. Ai de quem ousar forjar a grandiosa pregunta: Você sabia que quem dobra a língua é dominante e quem não dobra é recessivo?

Fenoooooooooooomenal. \o/

Marcelo Mayer disse...

sabe oq é pior? são os "Londrino frustrados"
aqueles que queriam ser ingleses e se comportam como tal. ou aqueles que lêem uma unica frase de Kark Marx e se acham no direito de discutir. ou pior ainda, aqueles gays virgens... se é que me entende... frustrados.

vc tá certíssima, na arua augusta em sampa, oq mais tem é isso

Dama de Cinzas disse...

Eu te entendo perfeitamente! Acho que teria colocado rivotril na bebida dele pra a criatura dormir... ahahah... Vamos combinar que é uma maldade light.. ahahaha. Odeio pseudo-intelectuais... Simplesmente abomino essa raça, eles não representam nada em lugar nenhum...

Quanto a esse boteco que vc descreveu. Noooossa! Fiquei doida pra conhecer, adoro lugares assim, é no RJ? rsrs

Beijocas

O Maltrapa disse...

L., tô achando que você se inspirou um pouco na Tia Bartô para escrever esse texto...

Dá uma pigarrada na hora certa que ele se entrega, boba! hahaha!

"Taca do Mengão"! Gostei de ver! E hoje tem taca no Porcão!

Beijões,

O Maltrapa

Ps:tomei meu primeiro gole de celveja aos 27 anos. Mesmo assim, e ainda que tardiamente, aprendi que a mesa de um bar é local para tudo e qualquer coisa.... Menos para chatos!

Diário de Solteiras disse...

Blog, mega divertido.
E para falar a verdade esse buteco parece ser bem legal, X).
Sim, o cabra chato mesmo. Mas sabe qual é o sonho de uma de nos? É que ela veja e leia esse post, quem sabe ele dar uma pensada no seu EU!, né?!
O nosso sábado foi beeem, divertido, saímos juntas para variar, né?! iuauaiauaiauaiauiau,#).

Ricardo Chicuta. disse...

Olha,qualquer pessoa nova em um boteco numa roda de amigos vai ser chato,tem jeito não.A menos que ele pague toda a conta,aí vai...

Juliano disse...

Ta muito certa.!

Mas Mela-Cueca foi muito foda.! eu ri muito aoskdoasdaosdkadoaksd

Beijooos

carol sakurá disse...

Pedantes na sexta-feira?
Que dureza!
Também odeio pseudo socialistas de boutique!
srsrsrs...Toda vez que leio seu posts tenho que ouvir a Janis Joplin.
Depois desse post então...kkkkk
Beijo e um café!

Carol Sakurá

Sylvio de Alencar. disse...

Num bebo mais. Não a quantidade com o teor alcóolico que costumava. Hoje, tô de cervinha, em boteco.
Não dou bola mais pra zé ruela (homem ou mulher, inteligente ou linda).

whatever u like disse...

Isso ai L. ta certa uai, mas o mais foda é quando chega pedinte bêbado achando que já é amigo e vem cuspindo na cara falando porra louca.. aaf não suporto. Enfim, fez bem em soltar a fumaça, tem o meu apoio nessas horas :]

beijos e abraços

disse...

Olha gente cuzão é realmente um saco. Gente que fica querendo dá uma de inteligente e bla bla bla ... aff.
Enfim, no mundo existe disso tbm rs.
Eu não bebo e sou um pouquinho nerd, será que vc me odiaria? hahaha

Beijos gata.

Luciana disse...

Tá mais do que certa!
Se na vida ninguém agüenta pessoas assim, imagina na mesa do bar. kkk

Impossível.
Precisa encher ele de álcool... aí sim eu quero ver a intelectualidade dele.

kkkkk

Beijão, moça!

Alaina Paisan =) disse...

Sabe, uma vez aconteceu comigo e ei "acidentalmente" disse pro tal indivíduo que naquele bar havia encontrado "fios suspeitos" na batata frita. Depois comecei a falar coisas como "pobrema", "bicicreta"... e por fim, apesar de não ser fumante, comprei um maço de cigarro, acendia o meu jogava fumaça na cara dele e a cada cigarro perguntava se ele queria um.

O pobre infeliz durou 1:15 minutos na mesa.

Acho que sei ser desagradável.

Tatá R. da S. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatá R. da S. disse...

Nossa, quantos assim eu já aturei... Fica tranquila, se isso te consola, vc não é a única. Haha.
Eu não fumo, e bebo pouco devido a uns problemas terríveis que tenho quando bebo (putz como sinto falta de encher a cara!), mas cara, não tem coisa melhor que sentar num barzin com os amigos e fala bobagem sem censuras intelectuais. Com vodka ou com só uma coca, o papo oscila entre palavras xulas e piadas trash feitas sobre nossa vida sacana.
Se eu fosse você fingia que tava com diarréia de chatice que estes chatos causam e ficava no banheiro conversando com a doida do lado até o cara ir embora. Hahaha, tá, isso não resolve, mas as vezes a nossa vontade é de ir embora, esse povo broxa a minha paciência.
Boa sorte na próxima vez! ^^
=*

Annie disse...

Sei como é...
A diferença é que eu falo td o que vc pensou e um pouco mais. =P
Por isso parei de beber... se bem que sóbria ou bebaça eu falo do mesmo jeito.
Adorei seu blog,
=*

Samuel disse...

hehheheh L... é começar a ler um texto seu e a gente já nem precisa olhar o autor lá na parte de baixo =D
Uhmmm tem sempre um chato pra torrar a paciência, o pior é q ele não percebe q ta sendo inconveniente (cara de ódio), as vezes pode rolar de levar um laxante p jogar na cerveja dele qdo ele for ao banheiro heheheheh.

Bjão L.

Ju disse...

E haja paciência, realmente!

Eu teria pensamentos criminosos também. Mas, também, agiria como pessoa civilizada.

Depois, quando chegasse em casa, faria um pouco de terapia... Family guy!

Nada como ver o Stewie detonar todo mundo como gostaríamos de poder fazer! rsrs

LEO disse...

Demais!
Não tenho muito saco para ler posts longos mas o esse e ducaraleoooo
A nivel de intelectual de buteco eu tambem tenho historas com a sua e sei exatamente o que é isso!
E os caras sabem tudo, são donos da verdade e sempre saem com aquela " eu tenho um amigo que é primo de fulano"
Morte aos chatos!
BJSSS
LEO

DESASSOSSEGADA disse...

Eu sinceramente não frequento bibliotecas justamente por isso para nao encontrar nerd certinhos discutindo babaquices que nao vao mudar porra nenhuma (isso não significa que eu não leio), mas agora vem você me contar que esses tipinhos estão dominando mesas de bar? Que isso gente? O bar é nosso é onde os anormais bebuns assassinos de pulmão alheio se reunem para jogar conversa fora...

Kd um no seu quadrado hum...

Eu vomitaria nele.

[ rod ] ® disse...

eu sou amante literal da boa cerva... cerva preta me dá um prazer doido... mas não malzebier... bebo whisky até a última gota da garrafa... vinho não me apresente a primeira garrafa.r.s.s e ainda fumo.. putz só não me coloca na frente de um nerd... com seus papinhos meia boca... fujo... bjs moça.

Páginas da minha vida disse...

ai, tá louco!!!! eu tb ficaria muito puta de ter alguém assim,entre a minha roda de amigos.

bjs

hojeeutoquerendo disse...

oii meninaaaaaas :) to aqui no surr aindaaa...bebendo todas q nem agua hsiusaashiuisuhas
cara...nerd (e criança mimada)eh uma racinha meio dificil de suporta neehh....ahuahauhauhaua aaiin e outra coisaaa...cade meu selooo??? ahsuishaiushisuahsa
pedro cade meu seloooo...eu nao sei onde procurar!!!
e obrigadaaaa por ele *________*
ouun suas fofinhas!
bjuu

Gunnar Vargas disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkk
k
k
o jeito é tacar fumaça na cara mesmo, mas se mudar de cerveja pra pinga logo ele não consegue articular a frase "a nivel de" que é uma das mais horríveis, competindo apenas com "de encontro" kkkkkk

Pepita disse...

rs, você realmente se irritou com o garoto, seu texto descarrega toda a raiva!rs

Obrigada pela visita, também gostei de seu blog...é diferente do meu, mas logo que se vê que aqui tem pessoas muito divertidas, ou melhor, viciadas felizes!

Bjosssssss

Aninha Leme disse...

concordo, nega.
acho que no bar tem que rolar conversa sobre tudo, mas só se for potencializada pelo álcool.
aff nada mais chato do que gente sóbria enchendo o saco com cara de merda. Ninguém merece.

besossssssss

cinzeiro

viciados