sobre limites

Pessoas limitadas são tristes. São pessoas que não se viram do avesso, que não conhecem seu outro lado. Que não se conhecem. São pessoas com sorrisos esteriótipados. Que pedem licença ao coração pra se apaixonar. Pessoas que não sabem dissociar o prazer do amor. Que vivem demasiado ocupadas evitando os falatórios. Pessoas que acham que uma noite e nada mais é o caminho para o inferno. Que se entregar aos prazeres carne(hohoho,essa foi profunda), é ceder a tentação do capeta. Que nunca sonharam com uma relação vampiresca. E nunca se excitaram com isso.E se por acaso se excitaram rezaram três ave marias de joelho no milho pra não correr o perigo de arder no mármore do inferno. São pessoas que nunca dançaram com medo de pagar mico. E nunca sorriram sem inibição. Que nunca treparam por trepar. Que vêem uma cena de sexo num filme e não se imaginam lá. Pessoas que se julgam, antes mesmo de cometer um pecado. Que não tem sonhos descabidos e nem fantasias. Que não se atrevem a ter atrevimentos. E nem se permitem ter desejos secretos. Pessoas que esquecem que são protagonistas da própria vida. Que já estão mortas em vida. São pessoas que nunca tiveram a sensação de acordar um dia num quarto estranho, olhar pro lado e ver um homem coberto só com lençóis alguém que obviamente não está ali por acaso, ainda dormindo, e ver que no criado mudo há um cinzeiro meio cheio, uma garrafa de vinho seca, e duas taças meio vazias, entre outros vestígios de uma noite perfeita. Pessoas limitadas acham que viver, é existir.


"sendo que eu afirmo que trepar é lindo e é fato!"
Rigoberto Lima
www.sambabossa.blogspot.com


2 cafézinhos:

Tiago Wuintt disse...

"Pessoas limitadas são tristes. São pessoas que não se viram do avesso, que não conhecem seu outro lado."
Esse primeiro trecho diz tudo...
adorei o texto (pra variar)
jah viciei no blog...rsrs

Sweet disse...

o vício de ter vícios.

cinzeiro

viciados